Seu bairro sofre muito com a violência do dia a dia? Acontecem assaltos, furtos e roubos constantes, tanto a pedestres como a motoristas? Essa é, certamente, uma das maiores dificuldades de diversos bairros, que, muitas vezes, acabam até ficando mais vazios, o que aumenta ainda mais os riscos aos moradores.

Para lidar com essa situação, é possível pensar em soluções não apenas para a casa ou o condomínio, mas também para o bairro como um todo. Confira, a seguir, como implementar um projeto de segurança no bairro!

Como elaborar um bom projeto de segurança no bairro?

Antes de mais nada, é essencial elaborar um bom projeto de segurança no bairro, para que, na hora de mobilizar os moradores, seja mais fácil apresentar a ideia e, assim, garantir maior adesão. 

Para fazer um bom projeto, é importante realizar um diagnóstico da situação atual do bairro, observando as principais queixas e os reais desejos dos moradores, assim como a infraestrutura já existente, a área a ser monitorada e o perfil dos moradores da região. A ideia é mapear as vulnerabilidades da região para, assim, pensar nas melhores soluções para o bairro.

Uma vez realizado esse mapeamento, é importante elaborar um planejamento tático e operacional para o projeto de segurança no bairro. Esse planejamento deve levar em consideração os serviços a serem executados na região, os equipamentos e o pessoal necessários para isso e a forma de comunicação que será estabelecida entre moradores e com a empresa que realizará a segurança.

É importante considerar, também, que todo esse mapeamento e planejamento é melhor elaborado com o auxílio de uma empresa de segurança especializada. Nesse sentido, ainda nessa etapa de preparação do projeto de segurança no bairro, é interessante pesquisar empresas que prestem serviços na região, tenham experiência de mercado e consigam atender às necessidades da região.

Com o projeto de segurança no bairro bem elaborado, claro e acessível, é hora de conversar com os moradores.

Como mobilizar os moradores para implementar o projeto de segurança no bairro?

Existem duas principais formas de entrar em contato com os moradores para propor a implementação de um projeto de segurança no bairro: associação de moradores e síndicos. É claro que essas não são as únicas maneiras, mas representam bons caminhos. 

No caso da associação de moradores, a ideia é divulgar o projeto de segurança no bairro em assembleias ordinárias – ou, em casos mais urgentes, convocar uma reunião especificamente para isso. Para apresentar a proposta de projeto de segurança no bairro, é interessante preparar alguns materiais, impressos ou digitais, que possam ser distribuídos aos moradores, para que eles possam refletir sobre o assunto antes de decidir. 

Quanto ao contato com os síndicos, é interessante abordar os responsáveis pela gestão de condomínios, pois eles são a principal ponte para chegar aos moradores. Nesse caso, também é importante preparar algum material para ser mostrado ao síndico e distribuído entre os moradores. 

Por fim, seja qual for o meio escolhido para contatar moradores, é interessante possibilitar que o aceite de cada um deles seja realizado num período curto de tempo, deixando pouco espaço para brechas, reajustes ou desistências. 

projeto de segurança no bairro

Como o Bairro Seguro pode auxiliar o projeto de segurança no bairro?

O Bairro Seguro é muito mais do que um aplicativo: é uma plataforma que integra moradores, empresas de segurança e prestadores de serviço, a fim de proporcionar aos bairros abertos a segurança e a comodidade de um condomínio fechado. Com o Bairro Seguro, seu projeto de segurança no bairro fica muito mais completo, já que ele possibilita realizar chamados de acompanhamento presencial, acionar botão de pânico e visualizar as câmeras de monitoramento do bairro, por exemplo, entre outras funções interessantes para os moradores. 

Agora que você sabe como implementar um projeto de segurança no bairro, entre em contato com a gente e saiba mais sobre nossos serviços! E para saber mais sobre segurança colaborativa, acompanhe nosso blog.