O Brasil é um país riquíssimo em recursos naturais, cheio de paisagens de tirar o fôlego e habitado pelo povo mais alegre e caloroso. Mas, afinal, por que tantos brasileiros querem fugir desse país teoricamente tão perfeito? A resposta é muito simples: a insegurança faz brasileiros mudarem de país.

Nós vivemos em um país violento, isso é fato. A falta de segurança afeta a qualidade de vida de quem reside aqui de tal maneira que as pessoas se veem obrigados a mudar para ter uma vida melhor.

Mas, nem todo mundo pode mudar de país em busca de uma vida melhor, algumas pessoas são obrigadas a enfrentar a violência todos os dias. Se você quer entender melhor qual a relação da insegurança com a imigração de brasileiros, então este texto foi feito para você.

Ficou interessado? Então, continue com a leitura!

O quadro de violência no Brasil

Quando dizemos que o Brasil é um país violento, não estamos apenas fazendo uma suposição vazia. Existem números que comprovam a veracidade dessa informação.

O DAPP (Diretoria de Análise de Políticas Públicas da FGV) criou uma ferramenta que, basicamente, oferece dados sobre a segurança pública no Brasil. O nome da ferramenta é DataCrime e os números que são usados para a elaboração da ferramenta provêm das declarações do IBGE, SUS, DEPEN e Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

Segundo o DataCrime, entre os anos de 2011 e 2015, foram registrados os seguintes dados:

  • 54.053 vítimas de homicídio doloso;
  • 2.666 vítimas de latrocínio;
  • 4.222 vítimas de letalidade policial;
  • 52.082 ocorrências de porte ilegal de armas;
  • 278.907 ocorrências de furto de veículos;
  • 273.232 ocorrências de roubo de veículos.

Esses são apenas alguns dos números. No total, o Brasil registrou mais vítimas de mortes violentas do que em cinco anos que a Guerra na Síria. O leitor, se nunca sofreu nenhum tipo de violência, com certeza, deve conhecer alguém que já tenha sofrido.

Os estados com as maiores ocorrências de homicídio doloso no ano de 2016 são Bahia com 6.328 ocorrências, Rio de Janeiro com 5.042, Pernambuco com 4.276, Minas Gerais com 4.194 e São Paulo com 3.674.

Segundo um relatório emitido pela OMS (Organização Mundial da Saúde) em 2010, a taxa de homicídio entre jovens no Brasil é de 54,7 por 100.000 habitantes. Repare a diferença: a taxa da Itália é de 0,8 e da Argentina de 7,7. Diante desses números, fica fácil entender por que os brasileiros procuram por segurança em outros países.

A relação entre segurança e bem-estar

O que você deve estar se perguntando é como os dados citados acima afetam a vida da população brasileira. A resposta é muito simples: aqueles que nunca sofreram nenhum tipo de violência ficam aterrorizados com os números. As pessoas simplesmente deixam de viver suas vidas normalmente, pois elas não querem ser as próximas vítimas da violência.

O medo faz parte da vida dos brasileiros há tanto tempo que nós nem percebemos mais como as maneiras de evitar a violência fazem parte da nossa rotina.

Quem nunca deixou de colocar o celular no bolso de trás da calça por medo que alguém o roubasse? Você, com certeza, já deve ter desviado o seu caminho ao perceber que estava prestes a passar por uma rua estranha e sem movimento. Quantas casas com muros altos, cerca elétrica e câmeras você já viu?

Os brasileiros se veem obrigados a mudar sua rotina e seus hábitos e todas essas restrições dão uma sensação horrível de perda de liberdade. A qualidade de vida e o bem-estar são totalmente prejudicados.

Bem-estar está relacionado a você sair de casa e poder voltar tarde, usar o celular em lugares públicos sem ter medo de ser roubado, não andar com a mochila na frente do corpo e não precisar blindar a sua casa. Não é à toa que muitas pessoas desenvolvem fobias ou sofrem de transtorno de ansiedade.

Em suma, quem mora em um país seguro ou quem se sente seguro tem uma vida mais livre e feliz, afinal, elas não correm o risco de sofrerem algum tipo de violência.

Alternativas para aumentar a segurança

Para quem não pode mudar de país em busca de mais segurança, existem algumas alternativas para tentar driblar a violência aqui no Brasil. Aqui vão algumas dicas para você que quer proteção para si e sua família:

Saia dos grandes centros

As capitais e os grandes centros urbanos são os lugares com maiores índices de violência. Portanto, se você deseja ter uma vida mais segura, a melhor alternativa é realmente fugir desses lugares.

Quem não tem condições de sair do país opta por mudar para o interior ou para cidades menores. A vida no interior é muito mais pacata. Se você está cansado da insegurança dos grandes centros, cogite mudar para o interior, caso haja a oportunidade.

Evite lugares com alto índice de violência

Algumas cidades, bairros e ruas são mais violentos que os demais, logo, se você tem medo de ser uma vítima da violência e quer se proteger, é melhor não frequentar esses lugares. Pesquise mais sobre os bairros da sua cidade, saiba mais sobre as cidades para onde você vai viajar de férias e escolha sempre os lugares mais calmos.

E caso você necessite passar por algum bairro ou rua mais violento, nunca o faça tarde da noite ou quando você estiver sozinho.

Use o nosso aplicativo

Se você está à procura de segurança, então nós recomendamos que o leitor conheça o nosso app. O Bairro Seguro é uma plataforma de segurança comunitária preventiva. Nós oferecemos planos para condomínios e residenciais. Entre os serviços oferecidos estão as opções de ronda, registro de ocorrências, controle de chegada/saída e botão de pânico.

Esse é um assunto muito sério e que influencia diretamente a vida da população, não é à toa que a insegurança faz brasileiros mudarem de país em busca de uma vida melhor. Nós sabemos que viver com medo é uma sensação horrível, mas não deixe que isso atrapalhe a sua rotina!

Gostou do assunto? Achou o conteúdo relevante? Então compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas possam ficar por dentro da questão da insegurança no Brasil!